Em reportagem sobre o Banco do Brics, o professor Fabrício Stocker fala do papel da instituição na agenda climática

O especialista aponta que: com a liderança do NBD alinhada a um governo defensor da agenda climática, o Brasil poderá se beneficiar de novos investimentos, a partir do ganho de credibilidade junto a parceiros internacionais. 

Imagem

O Novo Banco de Desenvolvimento (NBD), também conhecido como Banco do BRICS, está sob o comando da ex-presidente Dilma Rousseff desde o mês de abril. A mudança trouxe para a mídia, a oportunidade de detalhar os principais objetivos do BRICS. Em matéria publicada no portal de notícia UOL, o professor da FGV EBAPE, Fabrício Stocker, destaca a importância da instituição na luta contra o aquecimento global, dentre outros pontos.

Na reportagem, Fabrício aponta que o Banco Brics pode ajudar no cumprimento de acordos multilaterais em prol do meio ambiente, como no caso da 27ª Conferência do Clima, realizada em 2022, em que foi detectada a criação de um fundo de suporte a países vulneráveis.

O especialista aponta que a liderança do NBD alinhada a um governo defensor da agenda climática, o Brasil poderá se beneficiar de novos investimentos, a partir do ganho de credibilidade junto a parceiros internacionais.

Para ler a matéria na íntegra, Clique Aqui!

A A A
High contrast