Notícias

(Última atualização: 22/01/2016 - 12:19)
30/09/2011

Alunos estrangeiros visitam a comunidade Santa Marta

Cerca de 30 alunos estrangeiros integrantes do Programa de Intercâmbio da EBAPE tiveram a oportunidade de conhecer no dia 22 de novembro, o morro Santa Marta, uma comunidade carente, localizada em Botafogo (RJ). Os alunos, que são das turmas de políticas públicas, ministradas pela professora Monica Pinhanez, ficaram muito entusiasmados pela possibilidade de ver de perto não só uma comunidade pacificada, como entender o funcionamento de alguns projetos sociais organizados pelos próprios moradores.

Os alunos e os coordenadores foram recebidos por Sônia Maria, líder comunitária do morro e técnica em enfermagem. O primeiro ponto da visita foi ao Centro de Saúde Familiar, que atende a todos os moradores da comunidade. Lá, os alunos puderam ver como os moradores podem se beneficiar de atendimento preventivo, providenciado por três equipes que incluem médicos, enfermeiros, técnicos e agentes comunitários.

O grupo subiu o bondinho (chamado “plano inclinado”) até o ponto onde se encontra o projeto “Costurando Ideais”. Sônia Maria apresentou os alunos às costureiras, moradoras da comunidade, que têm sua própria confecção, e que produzem peças belíssimas e exclusivas. Em seguida, eles tiveram a oportunidade de conhecer o núcleo Santa Marta do projeto ASM (Ação Social pela Música), que visa promover a cidadania através da música. No final, os alunos visitaram a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Santa Marta, a primeira das UPPs implementadas no Rio de Janeiro (em 2008), onde puderam conversar com o Capitão Andrada, subcomandante da UPP.

A impressão dos alunos estrangeiros em relação à visita foi muito positiva e elogiada. Eles apoiaram a iniciativa da Coordenação de Relações Internacionais da EBAPE em mostrar o lado mais humano das favelas. “Apesar dos graves problemas de desigualdade social e pobreza, existem estruturas e pessoas que têm por missão melhorar e facilitar a vida das pessoas de comunidades menos favorecida”, explicou o português Armando Belchior Nunes, que ficou feliz em saber que o sistema médico de assistência familiar da comunidade era baseado no sistema médico Família de Portugal.

Já a aluna Isabella Picón, da Venezuela, ficou encantada em ver que o projeto Ação Social pela Música, que foi concebido inicialmente em sua terra natal, foi exportado para o Brasil e com tanto êxito. Ela ficou entusiasmada e espera que agora seja a vez de poder exportar a idéia das UPPs para a Venezuela.

Para Marie-Charlotte, da França, poder visitar as pessoas-chave do Santa Marta foi uma ótima idéia, pois lhe deu a oportunidade de obter diferentes perspectivas sobre a vida da comunidade. 

 

O aluno italiano Walter Rauti distribui brindes da FGV para alunos do projeto de música

 

Alunos internacionais visitam as instalações da unidade saúde da família do Santa Marta

 

Alunos internacionais conferem as roupas produzidas pelas costureiras do projeto “Costurando ideais”


Alunos conversam com o Cap. Andrada, subcomandante da UPP do Santa Marta