Notícias

(Última atualização: 23/10/2017 - 10:01)
23/10/2017

Professores EBAPE e FGV palestram no encontro "Reputação Brasil – Caminhos para o Amanhã"

Dia 25 de outubro acontecerá o encontro "Reputação Brasil – Caminhos para o Amanhã" que discute o futuro da reputação do país, atualmente na 31º posição em ranking internacional, atrás do Peru, Chile e Argentina.

Para inscrições clique aqui 

Informações e detalhes aqui.

O evento irá bateter caminhos para retomada da confiança no Brasil  encontro, gratuito ao público terá o objetivo de entender as razões da perda dessa confiança no país interna e externamente e construir um planejamento no longo prazo para retomada da confiança no Brasil.

 

O país alcançou 59,6 pontos, dois a mais que o ano anterior, mas foi ultrapassado por países como Chile e Argentina. O Peru é o país da América Latina com melhor
reputação, estando em 25º lugar no ranking.

“Reputação é percepção de longo prazo e é também uma ferramenta de soft power (poder de persuasão). Precisamos de esforços conjuntos concretos e sustentáveis de todos os atores econômicos e sociais para a construção de um país com boa reputação para as futuras gerações, sem que os rumos dos trabalhos mudem a cada eleição. A reputação ainda está muito tímida na definição de metas e na articulação dos agentes econômicos e sociais", explicou Tatiana Maia Lins, organizadora do evento e diretora
da Makemake, consultoria especializada em Reputação Corporativa.

Maior reputação indica mais investimento e turismo As pesquisas de reputação de países e cidades, geralmente, avaliam atributos em três níveis: economia, ambiente e governo. Estar com maior reputação significa ter mais investimentos e mais turismo. Segundo o relatório Country RepTrak, cada ponto acrescido no ranking representa um aumento de 3,1% no turismo, o que gera um efeito multiplicador de 15%. Nas exportações o aumento é de 1,7%, com um efeito multiplicador de 1,6%.

"A reputação impacta o desempenho econômico de um país ao sinalizar para diferentes públicos – sejam investidores estrangeiros ou mesmos turistas – a credibilidade daquele país. Para se ter uma ideia, com base em nossas pesquisas avaliando a reputação de mais de 30 países ao redor do mundo, sabemos hoje que um incremento de 1 ponto em reputação tende a aumentar em média 15% a intenção de turistas conhecer aquele país ou mesmo em 16% a predisposição de importadores a comprar produtos daquele país. A discussão sobre Reputação é importante para o Brasil nesse momento, porque a quebra da confiança, do respeito e da admiração do país influenciam diretamente as oportunidades e os riscos", afirma Ana Luisa Almeida, presidente do Reputation Institute no Brasil.

Marco Túlio Zanini, professor da FGV-EBAPE, pioneiro nos estudos sobre confiança e um dos palestrantes do evento, contextualiza a importância citada por Ana Luisa. “Vivemos um momento único e sem precedentes na história do Brasil. Estamos inaugurando novas possibilidades. É hora de pensarmos possíveis caminhos para o amanhã. Sabemos que uma coalisão orientada por valores constrói a reputação das grandes marcas e forma a base para a boa governança e a prosperidade econômica. As
evidências mais contundentes parecem ter surgido em meio à crise atual, quando escândalos de corrupção e de má conduta em gestão são sucedidos por grandes perdas. Nosso desafio é reconstruir a confiança nas instituições e organizações”.

A necessidade de se trabalhar a reputação como um projeto de nação é também defendida pelo empresário Ingo Plöger, ex-presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha e Presidente Internacional do Conselho Empresarial da América Latina até 2016. “O Brasil está perdendo valor a olhos vistos, por não cuidar bem de sua reputação. O valor das empresas é maior, o nosso risco é menor, e a perspectiva é mais positiva do que avaliada. Necessitamos com urgência nos convencer da gestão de reputação de nossos ativos como pais e empresários. O seminário é uma oportunidade excelente para se sensibilizar deste momento”.

Encontro dará início ao Programa Estratégico Reputação Brasil Neste encontro apartidário no Museu do Amanhã, representantes da iniciativa privada, universidades e sociedade civil vão debater, a convite da Revista da Reputação, publicada pela Makemake, os entraves para a reputação das empresas brasileiras, o contexto atual da reputação do Brasil, a importância da governança corporativa e do compliance, as narrativas que descrevem a mulher brasileira e a possibilidade de criação de novas narrativas para o Brasil, além da influência da vocação econômica de atividades com o samba e o futebol.

“Para o Museu do Amanhã, o amanhã é hoje e hoje é o lugar da ação. Queremos que este lema seja um chamamento prático que possa contribuir para o aprimoramento do debate construtivo, que eleve o nível das discussões para ajudar o país a formar opiniões mais maduras e menos superficiais rumo ao Brasil que queremos. É preciso acreditar mais nas estratégias de gestão da reputação como poderoso instrumento de construção e desenvolvimento de legado e percepção de valor”, afirma Rafael Veras, diretor de comunicação do Museu do Amanhã.

Estão confirmados como debatedores o cofundador do Reputation Institute, prof. da Erasmus (Holanda) Cees Van Riel, os consultores Tatiana Maia Lins (Makemake), Ricardo Voltolini (Ideia Sustentável), os professores Marco Túlio Zanini, Carmen Migueles e Antônio André Neto (FGV), o coordenador dos estudos sobre competitividade do Fórum Econômico Mundial no Brasil, prof. Carlos Arruda (FDC), o designer Fred Gelli - responsável pela marca Rio 2016 e considerado uma das 100 pessoas mais criativas do mundo pela revista Fast Company -, a Assessora de Comunicação da ONU Mulheres Brasil e Professora da Universidade Católica de Brasília Isabel Clavelin, a diretora da Juntos Comunicação por Causas Marta Porto, o presidente da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial Paulo Nassar, entre outros.

Painéis do evento "Reputação Brasil >> Caminhos para o Amanhã"

Painel 1: Reputação do Brasil e retomada da confiança
Painel 2: Entraves para a reputação do Brasil: Competitividade e Inovação
Painel 3: Entraves para a reputação do Brasil: Governança e Compliance
Painel 4: O Brasil do Amanhã
Painel 5: A mulher brasileira além da mulata exportação
Painel 6: novas narrativas para o Brasil além do carnaval, do futebol, do sol e da corrupção

O evento organizado pela Makemake - A Casa da Reputaçãoa - contecerá no Museu do Amanhã (RJ). 

Para inscrições clique aqui 

Evento: "Reputação Brasil >> Caminhos para o Amanhã"
Data: 25 de outubro de 2017
Local: Museu do Amanhã
Horário: 8h30 - 18h

Galeria: