Notícias

(Última atualização: 06/04/2018 - 10:52)
06/04/2018

Diretora do Coppead, alumna Ebape, alinha visão empreendedora com pesquisa acadêmica para liderar

A excelência acadêmica da EBAPE e de seu corpo docente reflete-se no sucesso de seus egressos que, em sua atuação profissional, desempenham importante papel na condução de empresas e projetos em diversos setores da administração no país, o que pode ser corroborado pela história de carreira da nova diretora do Coppead, Elaine Tavares, egressa do doutorado e do mestrado profissional, durante entrevista para a Rede Alumni EBAPE, onde fala de sua trajetória profissional.

Alumni Ebape - Qual seu maior desafio ao assumir a Direção do Coppead?

Elaine – O Coppead sempre se posicionou como uma Escola pioneira e de alto grau de inovação, sendo responsável em estabelecer grandes marcos na Administração do país. Dentre eles podemos citar: o lançamento do primeiro MBA Executivo Brasileiro (na década de 80), a criação da Central Brasileira de Casos, assim com o programa de Cátedras. Em 2002, o Financial Times destacou os cursos do Coppead nos rankings dos melhores programas do mundo. Em 2015, a Escola lançou mestrado acadêmico integralmente ministrado em inglês.

Meu maior desafio será conquistar novos marcos para a instituição, para tanto venho estruturando e alinhando diretrizes para compreender as demandas da sociedade, o cenário atual do mercado e as principais tendências.  Um exemplo concreto é entender os desafios que a digitalização (a aplicação sistêmica de business analytics, inteligência artificial, big data, dentre outras tecnologias) impõe para a formação gerencial. Sem este entendimento, a digitalização entra no currículo escolar somente como um modismo. O avanço consistente demanda conhecimento de tendências e planejamento das ações.

Alumni Ebape - Qual a relevância de ter estudado na Ebape para sua formação?

Elaine – A EBAPE apresenta diversidade de conhecimento de alta relevância e corpo docente de ponta que garantem excelência em todos os seus programas acadêmicos. As diferentes perspectivas apresentadas pelos professores da Escola, proporcionaram-me uma visão mais rica da realidade e uma formação acadêmica completa. Em sala de aula, tive como foco a gestão empresarial, mas durante o período de estudo no doutorado, obtive amplo conhecimento e vivência com temas de administração pública e que foram enriquecedores para minha carreira.

Alumni Ebape - Você teve a oportunidade de estudar em uma das melhores escolas de negócios do país e agora está na direção do Coppead, que também está entre as primeiras. Em seu planejamento de carreira, essas eram suas metas?

Elaine – Escolhi a EBAPE por reconhecer a excelência da Escola e já tinha em mente que precisaria me dedicar para conquistar uma carreira sólida. O aprendizado na Escola foi importante e concedeu-me bagagem para realizar dois pós-doutorado no exterior. A minha meta sempre foi a de atuar em uma escola de excelência e inovadora, e quando assumi o Coppead encontrei um ambiente acadêmico rico, desafiador e propício para conduzir projetos nas áreas com as quais me identifico e que conquistei expertise: pesquisa acadêmica e gestão estratégica.

Alumni Ebape - Falando de sua trajetória profissional o que você gostaria de mencionar como fatores decisivos para sua fase atual?

Elaine – A formação acadêmica sólida concedeu-me base para conduzir a gestão de uma Escola, assim como as experiências que obtive em empresas privadas e altamente competitivas garantiram-me flexibilidade, visão estratégica e alto poder de decisão. Ao continuar meus investimentos em estudo, como nos pós-doutorados, pude ampliar o universo de possibilidades profissionais. Acrescento ainda o aprendizado obtido ao coordenar o Programa de Pós-Graduação do Coppead, o qual me permitiu desenvolver ações e entender as principais demandas da universidade, da Capes e da EFMD, certificadora internacional.

Alumni Ebape - Do ponto de vista pessoal, como é conciliar uma vida de desafios profissionais e a família?

Elaine – Conciliar a vida profissional e familiar é sempre um desafio. Sou casada e tenho uma filha de 8 anos e tenho em mente que é necessário equacionar a qualidade do tempo empreendido em atividades profissionais e pessoais com o tempo em que dedicamos para nossas famílias. Particularmente, abro mão do meu tempo pessoal para dedicá-lo a minha família!

Galeria: