Graduação Tecnológica em Gestão Comercial

(Última atualização: 22/11/2016 - 19:19)

DURAÇÃO DO CURSO – TEMPO DE INTEGRALIZAÇÃO

O Curso de Graduação Tecnológica em Gestão Comercial, modalidade a distância, tem duração de 2 (dois) anos, 4 (quatro) semestres. O tempo mínimo de integralização é de 4 (quatro) semestres e o tempo máximo para integralização curricular é de 8 (oito) semestres.

CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO DO PROCESSO ENSINO-APRENDIZAGEM

Os cursos de graduação tecnológica a distância do FGV/EBAPE conta com instrumentos formais de avaliação do processo ensino-aprendizagem.

Para que o aluno saiba como será o processo de avaliação de seu desempenho nas disciplinas do curso todos os critérios, instrumentos e procedimentos de avaliação são previamente disponibilizados:

  • aos candidatos e aos alunos, no Regulamento do Curso, disponível, em versão digital, para consulta a qualquer momento, no Portal do FGV Online;
  • aos alunos, no Manual do Aluno, documento impresso entregue no encontro presencial de abertura do curso;
  • aos alunos, em todas as telas do ambiente virtual de aprendizagem, em que são apresentadas as atividades formalmente avaliadas.

Em todas as disciplinas, são propostas, no mínimo, as seguintes atividades que, ao serem avaliadas pelo tutor, por meio de grades padronizadas de correção, constituem a média final on-line da disciplina.

  • Atividade individual

  • Atividade em equipe

  • Fórum

  • Reunião on-line

  • Atividades Presenciais

  • Prova Presencial

Média Online

A avaliação de atividades on-line – atividade individual; atividade em equipe ou fórum; participação individual (intervenções significativas em situações síncronas e assíncronas, e entrega de atividades dentro do prazo) –, na escala de 0 a 10 pontos, dá origem à média online (MO) que tem peso 4 sobre a composição da nota final da disciplina.

Média presencial

A média presencial é composta da prova presencial, individual, e da apresentação do workshop interdisciplinar [WI], em equipe.

A avaliação das atividades presenciais – participação no WI e na prova presencial –, na escala de 0 a 10 pontos, dá origem à média presencial, que tem peso 6 na composição da média final da disciplina.

O WI é avaliado em sua apresentação para os tutores e para os colegas de turma, levando em consideração itens previamente informados ao estudante, constantes da grade de correção.

Cálculo da média final

A avaliação de atividades on-line – atividade individual; atividade em equipe ou fórum; participação individual (intervenções significativas em situações síncronas e assíncronas, e entrega de atividades dentro do prazo) –, na escala de 0 a 10 pontos, dá origem à média online (MO) que tem peso 4 sobre a composição da nota final da disciplina.

A avaliação das atividades presenciais – participação no WI e na prova presencial –, na escala de 0 a 10 pontos, dá origem à média presencial, que tem peso 6 na composição da média final da disciplina.

Em cada disciplina, é aprovado o estudante que obtiver média final igual ou superior a 6.

REQUISITOS PARA ADMISSÃO

O ingresso nos Cursos Superiores de Tecnologia, é feito por meio de classificação de candidatos, a partir de critérios específicos definidos em Edital próprio, em uma das seguintes modalidades:

  • processo seletivo de ingresso;

  • transferência;

  • reingresso, para portadores de diploma de curso superior;

  • convênio.

O processo seletivo de ingresso é aberto a todo candidato que, tendo concluído o Ensino Médio ou equivalente, venha a ser aprovado e classificado dentro do número de vagas oferecido para essa modalidade, respeitadas as regras definidas em Edital específico

Vagas

As vagas oferecidas obedecem ao disposto no Edital, sendo que o resultado classificatório define a alocação dos candidatos nas vagas, de acordo com o polo presencial escolhido no momento da inscrição.

Polos

São polos dos Cursos Superiores de Tecnologia a distância:

[PR] Curitiba

[DF] Brasília

[RJ] Rio de Janeiro

[SP] São Paulo

O Processo Seletivo, realizado em uma única etapa – eliminatória e classificatória – ocorre pela avaliação de provas de Matemática, de Português Instrumental e de Redação. O resultado obtido nas diferentes provas é transformado em notas padronizadas, com pesos diferenciados.

  • à prova objetiva de Matemática será atribuído peso 4 (quatro);

  • à prova objetiva de Português Instrumental será atribuído peso 4 (quatro);

  • à prova discursiva de Redação será atribuído peso 2 (dois).

A nota final do candidato é a soma ponderada das notas padronizadas. É eliminado o candidato que faltar ou que obtiver nota zero em qualquer uma das provas. A correção das provas objetivas é digital, por meio de cartão de respostas, enquanto a avaliação da prova discursiva de Redação fica a cargo de Banca Examinadora, composta por professores de Língua Portuguesa.

Provas

  • As provas – comuns a todos os candidatos inscritos – têm como objetivo avaliar as habilidades e as competências fundamentais para o ingresso no ensino superior. As provas compreendem conhecimentos de Matemática, de Português Instrumental e de Redação, conforme os Programas constantes do Manual.
  • A prova objetiva de Matemática será composta por 10 questões de múltipla escolha, com pontuação total de 10 pontos.

  • A prova objetiva de Português Instrumental será composta por 10 questões de múltipla escolha, com pontuação total de 10 pontos.

  • A prova discursiva de Redação será composta por 2 questões, com pontuação de 05

pontos cada.

  • As provas terão a duração total de 3 horas.

Classificação

O preenchimento das vagas será realizado rigorosamente de acordo com a ordem de classificação e o número de vagas oferecidas no polo de inscrição dos candidatos. Havendo candidatos ocupando idêntica classificação, com a mesma soma de pontos padronizados, é feito o desempate levando-se em consideração, sucessivamente, os escores padronizados obtidos na prova discursiva de Redação, na prova objetiva de Português Instrumental e na prova de Matemática. Persistindo o empate, terá preferência o candidato mais idoso. As vagas remanescentes são preenchidas por meio de processo de reclassificação que obedece às mesmas regras utilizadas na classificação. É considerada remanescente a vaga destinada ao candidato aprovado e classificado que não conclua, dentro dos prazos estipulados, todo o procedimento de matrícula previsto no Edital.

Divulgação dos resultados

A divulgação dos resultados oficiais do processo seletivo é feita no site www.fgv.br/processoseletivo/fgvonline, menu Resultados, na data prevista no Calendário que compõe o Edital.

Transferência e reingresso

Além do Vestibular, há outros processos seletivos, para os quais não há necessidade de se comparecer à prova de Vestibular, mas sim de se acompanhar a abertura de inscrições, no site da FGV, e consultar o Edital sobre as regras, especialmente o envio de documentação comprobatória. São eles:

  • transferência interna: alunos de outros cursos da FGV, que desejem interromper o curso em que estejam regularmente inscritos para ingressarem no nosso;
  • transferência externa: alunos de cursos de outras instituições, que desejem interromper o curso em que estejam regularmente inscritos para ingressarem no nosso;

  • reingresso: portadores de Diploma de curso superior válido no Brasil.

RECURSOS DISPONIVEIS

As instalações dos polos de apoio presencial dos cursos de graduação tecnológica da FGV/EBAPE, especialmente de ensino e pesquisa, biblioteca, recursos de informação e comunicação foram dimensionadas e implantadas de acordo a atender adequadamente ao padrão de qualidade exigido pelo ministério da Educação.

As salas de aula e auditórios são climatizadas, bem iluminados, as cadeiras estão dentro dos padrões ergonômicos, com equipamentos audiovisuais e de informática, com ponto para instalação de laptops e conexão à rede, atendendo assim a todas as condições necessárias ao processo de ensino e aprendizagem, na modalidade EaD.

Os polos contam com área de convivência e infraestrutura para atividades culturais, para alimentação e serviços.

Além das Bibliotecas físicas, os polos dos cursos a distância dispõem ainda de uma biblioteca virtual, hoje com mais de 60.000 títulos. Todos os materiais dessa biblioteca podem ser acessados pelos alunos dos cursos. Assim como em uma biblioteca física, o aluno pode selecionar na biblioteca virtual o material desejado (textos de diferentes tipos, vídeos, glossário, planilhas, etc.) por meio da seleção de filtros. A FGV/EBAPE assinou para biblioteca virtual licenças para acesso dos alunos ao acervo de obras digitais da Pearson, do qual hoje constam 304 livros relacionados às áreas de conhecimento dos cursos a distância. Conta ainda com a Editora FGV que disponibiliza para as bibliotecas da FGV do RJ, SP e Brasília exemplares impressos de todas as obras lançadas no mercado editorial. Além disso, a Editora mantém em seu site um e-commerce com todas as suas obras nas versões impressas e digitais à venda com desconto especial para alunos da instituição e obras digitais para download gratuito. Toda a sua produção editorial e títulos de quase todas as editoras do mercado, também podem ser adquiridas nos pontos de venda físicos, que são as livrarias próprias da FGV, localizadas no Rio de Janeiro e São Paulo.

Nos cursos a distância, foram selecionadas ferramentas tecnológicas de informação e comunicação, que, além de mediar a relação tutoria/alunos, proporcionam o envolvimento direto e ativo dos alunos em seu processo de aprendizagem, por meio de funcionalidades que os levam à (re)construção de conhecimentos.

O LMS (Learning Management System) dos cursos a distância da FGV/EBAPE é o Moodle, software livre, implementado em PHP, e que utiliza banco de dados MySQL versão 5. O Moodle foi customizado para FGV (barra inferior, para navegação entre as diversas áreas; árvore de navegação no conteúdo da disciplina; mudanças de design; criação de novas funcionalidades na área de administração; integração da tela de entrada com o SIGA para recuperação de senhas, entre outras modificações) para prover suporte ao desenho pedagógico de seus programas de cursos a distância. O Moodle contém suporte multiidioma, que foi usado por mais de 600 alunos estrangeiros (inglês, espanhol, italiano, francês ou alemão).

Os cursos a distância têm, como peça importante de sua metodologia de e-learning, o uso de programas de comunicação síncrona, do tipo chat. Em 2014, a FGV adquiriu licenças do D2L para substituir o Moodle usado por suas Escolas. Esta nova plataforma encontra-se em teste e com previsão de implementação para o final de 2015. Com isso, a FGV/EBAPE contará com uma solução para comunicação e colaboração via internet, por meio de uma ferramenta que prevê o uso de voz (VoIP) e vídeo pela internet, recursos que garantirão grande interatividade nas reuniões on-line.

Os recursos tecnológicos em uso incluem espaço para os tutores atualizarem seus dados pessoais, receber convites de tutoria, compartilharem documentos, discutirem entre si questões pertinentes a sua atuação, acessar as correções das provas discursivas. A FGV conta com diversos links de dados. O link de internet utilizado pelos alunos dos cursos a distância é de 50 Mbps. Os picos de uso atualmente ocorrem à noite e chegam a cerca de 50% do volume contratado.

MATRIZ CURRICULAR

O Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial, com 1.600 horas, é estruturado em quatro semestres, que se desdobram em quatro disciplinas, cursadas duas a duas.

O fluxograma do curso assim como as diferentes possibilidades de certificação está assim estruturado:

Fluxograma

CORPO DOCENTE DO CURSO